Publicado por: Ana | Novembro 9, 2006


Não me arrefece, o banho de água tépida.
Pequenas gotículas de água cobrem o meu corpo integralmente quando me olhas.
Deixo que o teu sopro me arrepie a pele quando, lento, aproximas os teus lábios dos meus.
Unimos bocas, línguas, corpos. Trocamos fluidos entre espasmos de prazer.
Não enxugo, nunca.
Volto a estar coberta de gotas. De suor, desta vez.
Adormecemos colados, exaustos, saciados.
Até uma próxima vez…

Responses

  1. É sempre assim. Sempre a mesma espera que nos faz acreditar no regresso…

  2. 🙂
    Gostei!

  3. As gotas que nos enchem a pele, não são mais que salpicos de espuma que derramam dos nossos mares, das tempestades das nossas almas…

  4. Querida Ana
    Somos felizes quando trocamos amor tangível e intangível…
    Um beijo
    Daniel

  5. Eu só queria retribuir a simpática visita…

    Mas como pode um voyeur como eu resistir ao que acabei de ver?… e ler?…

    Com a sua licença, voltarei. Sem binóculos, prometo.

    Cumprimentos e um sorriso

  6. Muito bom mesmo

  7. Caí aqui como uma gota de chuva que acerta na poça por acaso.
    Respinguei com o texto. Voei no pano de água.
    E voltarei…mesmo contra as leis da termodinâmica das gotas…
    Bom blog!

  8. Vim espreitar o teu cantinho pela curiosidade do nome…Ana

    E verifiquei que és uma Ana das minhas…

    Gostei da mensagem do poema e da foto que escolheste!!!

    Bjs

  9. Bolas, ultimamento a minha vida sentimental anda um deserto, depois venho aqui e leio estas coisas… assim não dá!… Ok, mas claro que gostei. Fica bem;-)

  10. Que imagem tão fabulosa …!
    Que as gotas corram sempre …!

    Um BOM FDS!
    Bjks da matilde e Cª!

  11. Lindo o que escreveste! Um beijo grande!

  12. Infinitamente sensual…

    Doce beijo

  13. …as minhas saudações…
    …ao fim de 3 anos de escritos, o meu blogue http://lobices.blogspot.com morreu;
    …entendi que havia cumprido a sua “missão”…
    …porém, ele deu lugar ao livro “Lobices”, uma compilação de tudo o que foi escrito ao longo destes meus últimos anos de vida…
    …a vossa visita ao meu covil será sempre agradável e lá encontrarão o link para a aquisição do livro se esse gosto me quiserem dar…
    …a minha (e)terna gratidão pelo vosso apoio e presença ao longo destes tempos…
    …o vosso sempre amigo
    quim

  14. Extremamente sensual. Belissimo.
    Já consegui cá chegar, Ana..
    Beijo

  15. A tua pele cheira a madrugada
    Mas as gotas permanecem
    Lascivas de orvalho
    No supremo gozo de ouvirem
    Os últimos suspiros

    Sente-se o desejo de beber
    gota a gota
    que escorre da pele
    Distraidamente
    Como um desejo líquido
    Ao longo do corpo…

    Para ti Ana… com um beijo!


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: