Publicado por: Ana | Agosto 17, 2006

Mulher sem rosto


Passa na rua indiferente ao que a rodeia.
Mulher sem rosto, uma entre muitas.
História única para contar, guarda-a para si no silêncio a que se remete.
Passos seguros, sabe qual é o seu caminho na estrada, na vida. Chega de hesitações. O destino está marcado e é ela que o decide.
Atrasos? Mais que muitos.
Contrariedades? Algumas.
Ingenuidades? Nunca mais.
Já perdeu demasiado tempo, está atrasada, sente-se o Chapeleiro Louco da sua própria vida! Tudo passa a correr, não pode parar, há muito a fazer.
Sorri com os lábios, não com os olhos. Isso ficará para depois. Ou não sorrirá mais, não importa. De nada vale sorrir, abraçar, amar, para o fim que quer alcançar.
Quando o alcançar poderá fechar os olhos e, finalmente, dormir.


Responses

  1. Mais um post muito bonito. Quantas mulheres passam por nós indiferentes a tudo e a todos? Não deveria acontecer com tanta frequência. Vidas difíceis que as remete para um mundo só seu onde reina a solidão.
    Beijinhos

  2. Este texto resume a história de milhões de mulheres!!

  3. Gostei do post e da realidade que ele reflecte. Beijinhos

  4. Infelizmente esta é a realidade é que vivemos!!!

    Beijinhos

  5. Nesta sociedade a realidade que se vive é mesmo esta … indiferença…

    Beijoquitas Di

  6. É aplicável tanto a mulheres como a homens…
    Beijos, meninas 🙂

  7. Um bocadinho triste, não é? Acho que se enquadra bem na nossa psique colectiva, com tendência inata para a depressão…


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: