Publicado por: Ana | Junho 19, 2006

Lá vi,no sábado, o primeiro jogo deste Mundial.
O de Portugal contra o Irão, pois; em circunstâncias tais que não resisto aqui a contar como foi.
Ando a fazer formação e, no sábado em questão, tinha sessão das 9 da manhã às 6 da tarde.
Mal chegámos, começou toda a gente a tentar negociar com a formadora a hipótese de nos deixarem ir ver o jogo. Irredutível, a senhora, disse que se nos aparecesse uma auditoria estávamos todos lixados por que 100 horas não são 98 horas.
Depois puseram a hipótese de fazer o intervalo do almoço das 2 às 3 horas, coisa a que ela respondeu que, se não estivesse toda a gente às 3h 10 min na sala, havia faltas. Feitas as contas, até às 3 da tarde não viam o jogo todo.

Começaram então a lançar olhares sedutores à televisão que se encontrava na sala. Em vão, porque a dita não dispunha de antena. Já desesperados juntaram-se a um canto a congeminar. Eu só me ria, levando a formadora a achar graça àquele motim.
( Faço aqui um parênteses para explicar que somos uma turma bastante interessada e temos uma excelente relação com a formadora).

Vem então de lá uma porta voz que explica que, morando duas ruas acima do local onde estávamos, se disponibilizava para ir a casa na hora de almoço buscar uma antena se a formadora autorizasse a que se assistisse ao jogo na sala. Se tocassem à campainha do edifício, desligava-se tudo e agia-se como se nada se passasse.
Ela lá concordou e, às duas da tarde, lá veio a moça com duas antenas, por via das dúvidas.

Em vão. A sala ficava numa cave e sinal de antena, nem vê-lo.
Já desesperados, dois colegas agarraram na televisão e foram direitos à recepção, no rés-do-chão. Gritos de alegria mostraram que a ideia tinha resultado: com alguma chuva, lá se estava a ver o jogo . Eis que uma das colegas saca de uma bandeira de Portugal de dentro da mala e a coloca no meio do semicírculo que entretanto tínhamos formado, com qualquer coisa por baixo que não consegui perceber o que era.
Intrigada, fui espreitar, apesar dos protestos dela… a imagem de uma santa , que me pareceu a nossa senhora de Fátima!

E pronto, duas horas de chão, com patriotismo à mistura e muita reza , pelos vistos… valeu-me a colega do lado com quem discuti qual era o melhor par de pernas da selecção!!

O resto da tarde, já se sabe, foi um contra relógio de matéria… mas cada um tem o país que merece e não me alongo sobre isto sob pena de receber mais uns quantos mails.


Responses

  1. eheh, acha muitas formações dessas!


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: