Publicado por: Ana | Março 30, 2006

Frases soltas

Suspiro de vida ou de morte, emoções descontinuadas e ambíguas.
Sentimentos que, só por si, causam dor ao pensar.
Dedos que voam pelas teclas ao acaso, palavras que se formam sem nexo nem sentido.
Pouco importa.
Calmas aparentes de vulcões adormecidos, esperando uma frecha para jorrarem toda a lava adormecida.
Medo. Pavor.
Dor.
Muita dor.
Sonhos que se desfazem dia a dia, cada vez mais impossíveis e distantes.
Estendo os dedos durante o sono e sinto-os escapar numa fluidez desesperante.
E, quando acordo, desabo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: