Publicado por: Ana | Março 29, 2006

Olha-me nos olhos enquanto me despes, devagar. Atira as peças de roupa uma a uma para o chão e cola o teu corpo ao meu. Sente como vibro de desejo por ti, deixa que sinta o toque quente da tua pele com os dedos.
Explora-me o corpo com as mãos, com a boca, com os olhos.
Invadamos o mundo dos sentidos até nos perdermos por completo um no outro, numa troca de extases e carícias mútuas.
Depois entra em mim. Quero sentir cada centímetro teu penetrar na minha intimidade até sermos um só, numa explosão de prazer conjunta; suor é sémen misturados, fruto de um prazer tão esperado .
Arfantes, fiquemos assim um pouco mais. Damos as mãos enquanto descansamos numa cumplicidade que só nós conhecemos. E, no fim, beija-me levemente os lábios antes de nos separarmos.
Porque, sabes, pode ser a primeira ou a última vez, pode ser apenas a única. Mas ali, naquele momento, tu foste inteiramente meu.

Imagem daqui


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: