Publicado por: Ana | Março 12, 2006

Vem, solidão…
Envolve-me nos teus braços frios e gela-me.
Adormece os sentimentos que fervilham dentro de mim e faz com que se neutralizem para sempre.
Não sentir. Não pensar.
Deixa-me em estado catatónico, indolor, estático.
Não quero dormir, apenas não sentir.
Leva toda a minha essência,apropria-te da minha alma e pisa-a como se de papel velho se tratasse; não olhes para as folhas, rasga-as sem hesitação.
E atira-as ao vento para que nada nem ninguém, nunca, as consiga juntar de novo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: