Publicado por: Ana | Março 2, 2006

Abraço


Deixa-me deitar a cabeça no teu peito e fechar os olhos por breves instantes. Aconchega-me em ti num abraço envolvente, faz-me sentir que nada nem ninguém me poderá magoar e tudo irá correr bem.
Afasta os medos que me perseguem e murmura-me baixinho, ao ouvido:
_ Pronto, já passou…
Quero descansar.
Preciso repousar em ti, sentir a tua tranquilidade tornar-se minha. Nossa.
Percorre-me o corpo com os dedos degavar, num reflexo de prometidas vidas suaves.
E, quando eu chorar, quando eu duvidar, aperta-me com força e faz-me sorrir.
Olha-me então nos olhos e deixa-me ler no fundo dos teus o Amor que existe, para que os fantasmas se vão embora de vez e eu ainda possa acreditar que um dia, algures, vou ser Feliz.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: