Publicado por: Ana | Fevereiro 7, 2006

Tictac, tictac, o relógio anda e o tempo passa. A correr.
Segundos, horas, dias anos, uma vida que começa e acaba sem que nos demos conta
Tictac, tictac, não há tempo! Sonhos que não se realizam, projectos que morrem na gaveta.
Tictac, olhamos para trás e percebemos que desperdiçámos a vida em rotinas e quotidianos mesquinhos, estéreis, ramerames sem sentido.
Um dia atrás do outro e assim se desperdiça a vida.
Constatamos, vertemos uma lágrima, fechamos os olhos e morremos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: