Publicado por: Ana | Novembro 28, 2005

Para ti…
Voa.
Solta as amarras que te prendem, deixa que as asas te elevem para que possas ver um mundo diferente.
Quebra laços, nós, preconceitos, promessas e juras e …voa.
Descobre a leveza que contém o infinito, deixa-te ir nas asas do sonho, gira, rodopia, dança; faz-te leve, etérea, Mulher e…voa.
Não há percursos marcados nem destinos traçados, embala ao sabor da corrente e deixa que ela te guie ao acaso, fecha os olhos e sente a brisa que te acaricia a pele enquanto voas.
E, um dia, quando menos esperares, pousas suavemente na Vida. Numa vida que não dói nem faz doer, que enche o peito de sentimentos fortes que mal te deixarão respirar.
E não vais querer voar mais…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: