Publicado por: Ana | Setembro 9, 2005

Deixemo-nos de tretas e falemos a sério: Ninguém Morre de Amor!!
Já viram alguém morrer e, quando se pergunta porque é que isso aconteceu, responderem que morreu de Amor? Bah!
A Vida é dinâmica, os sentimentos mudam, as relações começam e acabam.
Quem é “desamado” fica mal, claro. Mas não fica mal para sempre. Chora um mês ou dois, sente-se a pessoa mais feia que já viu, acha que o Mundo vai acabar ali mesmo; sente-se rejeitado, magoado, carente, triste e sem forças para continuar, claro. Amar a sério é lixado!
Chora-se um mês ou dois, não apetece ver ninguém, não se sai de casa porque simplesmente não se quer.

Mas depois começa-se a entrar em rotinas sem se dar conta; recomeça-se a rir, aos bocadinhos. A primeira vez que se ri só é perceptível depois. E surpreende.
Aos poucos, começa-se a sair; os homens à procura de presa fácil para, num narcisismo exacerbado, provarem a si mesmo e aos outros que ainda são capazes de fazer com que alguém se apaixone por eles. As mulheres saem só com amigas porque “ não quero mais nada com gajos, são todos a mesma merda e acabamos sempre por nos magoar”.

Às vezes ficam nesse impasse e tornam-se pessoas amarguradas, sozinhas, tristes. Personalidades fracas e incapazes de superar dificuldades emocionais.
Mas, a maioria das vezes, a magia acontece de novo para, como todas as magias, se desfazer mais cedo ou mais tarde. Ou não.


Responses

  1. Now you’ve got me thinking. I really enjoy this blog, I’ll definitely pop around more often, keep it up!

    Feel free to pay a visit to my Canada immigration site. It might not be your “cup of tea”, but it covers Canada immigration related topics.

  2. Permalink
    Timothy Noah: Joe Allbaugh, Disaster Pimp. 09/08/05 Jonathan Alter on How to Save the Big Easy.

    This is an excellent blog which I will visit on a regular basis.

    I have a autocad drafting services site. It pretty much covers autocad drafting services related stuff.

    Please visit sometime and see if you like it. And good luck to your fascinating blog!

  3. Oh Ana…sábias palavras! Óuó!

    Beijo Grande 😉

  4. Bem aparecida, ó gémea!
    Beijos 🙂

  5. Tristão e Isolda; António e Cleópatra; Romeu e Julieta; Pedro e Inês.
    Não querendo de modo algum contrariar a sua opinião (quem sou eu para tal) cito aqui estes quatro casos, entenda-os como fictícios ou não.
    O tema é por demais pertinente e, por tal motivo, ao fazer a minha visita ao Blogantes deixei aqui este meu comentário. **

  6. Roque, eu falava de morte voluntária e, dos casos que apresentou, apenas o de Romeu e Julieta se apresenta como tal. E é ficção, como sabe.
    De qualquer maneira, associo sempre o suicídio ( por amor ou outras causas) a perturbações do foro psicológico.
    O tema é pertinente, sim. Obrigada pelo comentário 🙂


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: