Publicado por: Ana | Agosto 28, 2005

Entrou na gare sem olhar para trás, a mochila numa mão e o bilhete do comboio na outra. Percorreu de forma serena os longos metros que a levavam ao seu lugar, aparentemente indiferente à multidão barulhenta que a rodeava, entre beijos de adeus e saudades antecipadas; o cenário era-lhe familiar e sentia-se contente por estar sozinha; detestava despedidas públicas, emoções expostas a estranhos.

Sentou-se finalmente no seu lugar e olhou para o relógio: faltavam ainda dez minutos, afinal poderia ter comprado uma revista. Apreciou o silêncio do comboio praticamente deserto ainda, sabendo que, na estação seguinte, o espaço seria invadido por hordas de gente. Ligou o leitor de mp3 em forma alietória e foi trauteando as músicas baixinho, enquanto deixava que cheiros e sabores recentes tomassem conta de si. Aninhou-se no banco e fechou os olhos, embalada pela partida suave do comboio. No leitor de mp3, os Blink 182 começam a entoar “I Miss You”.
Toca o telefone, sobressaltando-a como sempre.
_ “Oi”, atende baixinho, com um sorriso nos lábios. Diz?
_ “Nada… É só para te dizer que gosto de ti…”
_” E eu de ti…”


E então, é como se o comboio parasse e a Cidade se fosse afastando de si, enquanto duas lágrimas lhe escorrem pelo rosto tapado pelos grandes óculos escuros. ” Don´t waste your time on me, you’re already the voice inside my head… I miss you, I miss you…”



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: