Publicado por: Ana | Junho 26, 2005

Palavras sem nexo que saltam dos dedos como se de pensamentos soltos se tratassem.
Ninguém sabe porque surgem e para onde vão. Existem apenas enquanto no nosso consciente, como um turbilhão de ideias que varre as emoções. Invadem-nos sem pedir licença, condicionam o nosso dia-a-dia.

Deixo os dedos percorrerem as teclas ao acaso, solto a imaginação e aguço os sentidos; quase fecho os olhos.

E invade-me uma Paz como não sinto há muito. Até que enfim…


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: