Publicado por: Ana | Maio 19, 2005

Deitou-se na areia naquela noite de lua cheia, completamente nua, ouvindo o rebentar contínuo das ondas de um mar tão perto de si. O dia , escaldante, tinha-lhe coberto o corpo de gotículas de suor que a deixaram molhada e de cabelos colados. A areia, ainda quente, cobria-lhe o corpo e secava-lho numa sensação agradável. Rebolou até à beira mar e deixou que as águas tépidas a envolvessem e refrescassem, deixando-se ficar assim horas a fio.

Uma suave brisa percorreu o ar, arrepiando-a e trazendo-a de volta à realidade.

Suspirou; estava na hora de partir. Uma a uma, pegou nas poucas peças de roupa e começou a vestir-se lentamente, tentando prolongar aquele momento. O corpo, ainda húmido, colava-se salgado aos tecidos.

Guiou até casa e entrou pé ante pé, para não acordar ninguém. No quarto, atirou a roupa para o chão, em desalinho, tomando de seguida um duche rápido antes de se meter na cama. Os cabelos dela, ainda molhados, roçaram no peito dele quando se aninhava, acordando-o. Sorriram-se.

Então, já fizeste as pazes com o Verão?_perguntou ele com voz sonolenta,enquanto a abraçava, adormecendo sem sequer ter tempo para ouvir a resposta.
Resposta que ela não deu, porque se afundou ainda mais nos braços dele, adormecendo logo de seguida.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: