Publicado por: Ana | Novembro 12, 2004

Expectativas

Sentada na beirinha do sofá esperava, impaciente, a chegada dele. Tinham combinado para as três da tarde e já eram três e um quarto sem que a campainha da porta tocasse.
Tic, tac, tic, tac, fazia o relógio da sala ; cada segundo que passava parecia-lhe uma eternidade.
Afinal, era a primeira vez que iam estar juntos em casa dela. Até tinha arrumado o quarto e tudo…
Três e vinte! Raios! Que se teria passado? Ele não costumava falhar e ainda ontem, enquanto partilhavam o lanche, tinham combinado os pormenores. Ele tinha-lhe pegado na mão e tudo… e ela gostou .
Quase três e meia!!! Tinha acontecido alguma coisa, tinha agora a certeza. Ia telefonar para casa dele.
Trimm…Trimmmmmmm _ a campainha da porta tocou finalmente e ela,veloz, correu a abri-la.
_ Estava a ver que não vinhas_ disse ela, já com o atraso perdoado e um sorriso de orelha a orelha.
_ Desculpa, pá, mas quando a minha mãe estava a meter a bicicleta no carro vimos que tinha um furo. Tivemos que parar ainda no Sr. João, para o remendar! Onde está a tua?
_ Está ali, no pátio. Buga?
_Buga!
_Manel, venho-te buscar às seis!_ disse a mãe dele.
_ Venha quando quiser,disse a mãe dela… E acrescentou, com um sorriso cúmplice:Sabe, eu acho que os nossos filhos são namorados…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: